Rocam/CAEPM

Em 2015 o Grupamento de Polícia de Choque (GPChoque) da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) recebeu um reforço para suas ações. Após ser implantada oficialmente na corporação, a Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), equipe especializada em policiamento tático com motocicletas, passou a integrar o grupamento.

Um dos diferenciais desse formato de policiamento é que na guarnição sempre haverá uma motocicleta sendo usada por dois policiais, e esse segundo homem tem a função de dar segurança a guarnição nos deslocamentos, paradas e abordagens.

A Rocam cumpre missões em formação tática, com a composição de até cinco policiais e quatro motocicletas por equipe. Nos casos de efetivo reduzido, pode ser utilizada a fração mínima, composta por dois policiais militares e duas motocicletas, que atuam em conjunto. Diante do atual cenário de mobilidade urbana, essa modalidade de policiamento agiliza sobremaneira o atendimento à população e ao apoio às demais unidades da Polícia Militar.

Os policiais selecionados para compor a Rocam passam por treinamento de táticas e técnicas de pilotagem de alto risco e moto patrulhamento. Após iniciar as atividades na Grande Florianópolis, os policiais militares instrutores também passaram a treinar os integrantes da Rocam do interior

Em abril de 2017, através da Portaria nº 114, de 17 de abril de 2017, a Rocam teve sua subordinação alterada. Foi criada a 2ª Companhia Rocam/CAEPM, ficando subordinada diretamente ao Comando de Apoio Especializado da Polícia Militar de Santa Catarina (CAEPM).

Com isso, a sede também mudou. A Rocam/CAEPM passa a ser sediada no novo Complexo da Secretária de Segurança Pública (SSP), situado na Avenida Ivo Silveira, na parte continental da capital.

Galeria de Imagens

Rocam/CAEPMRocam/CAEPM