Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior é Oficial da Polícia Militar de Santa Catarina, tendo sido declarado Aspirante-à-Oficial em 27 de novembro de 1987 e promovido à Coronel, o último posto da carreira dos oficiais de polícia militar, em 31 de janeiro de 2016.

Dentre os cursos policiais militares que possui, destacam-se:

- Curso de Formação de Oficiais, PMSC – 1987.

- Curso de Instrutor de Segurança Física e de Dignitários, PMESP – 1989.

- Curso de Agentes de Socorros Urgentes, PMSC – 1993.

- Estágio de Adaptação de Bombeiros para Aeródromos, Ministério da Aeronáutica – 1993.

- Curso de Resgate Veicular, na Academia Nacional de Bomberos de Chile – 2003.

- Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, PMSC – 2006.

- Curso Internacional de Líderes em Desastres, pela Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde – 2006.

- Curso Superior de Polícia Militar, PMSC – 2015.

Dentre os cursos civis de nível superior, realizou os de extensão universitária de Capacitação para Instrutores, pelo Escritório de Assistência ao Desastre na Instituição United State Aids for International Development e o de Técnico em Emergências, pela Universidade Federal de Santa Catarina. É pós-graduado em nível de especialização em Administração em Segurança Pública pela Universidade do Sul de Santa Catarina.

Foi condecorado com os Brasões de Mérito Pessoal 3ª, 2ª e 1ª categorias; com as Medalhas de Mérito por Tempo de Serviço, categorias bronze, prata e ouro; com a Medalha do PROERD; com a Medalha do Mérito da Aviação e, com a Medalha do Mérito Policial Militar Coronel Lopes Vieira.

Em sua trajetória profissional na polícia militar catarinense, exerceu como principais funções a criação e Comando do Pelotão de Paramédicos em Joinville; coordenou programas na área de atendimento pré-hospitalar, resgate veicular e combate à incêndio; atuou na Defesa Civil catarinense e junto à Terceira Seção do Estado Maior-Geral; comandou o 4º Batalhão de Polícia Militar, na área insular de Florianópolis e a 11ª Região de Polícia Militar, área da grande Florianópolis; antes de ser empossado como Comandante-Geral, exerceu o Subcomando-Geral da Corporação.

Desde o início de sua carreira policial militar, desempenhou missões oficiais no Governo Federal, junto aos Ministérios da Justiça e Integração Nacional, e nos Estados do Rio de Janeiro e no Pará.

É atuante pesquisador dos temas atinentes à segurança pública e defesa civil, especialmente dos Sistemas de Comando em Operações e Desastres Naturais, tendo participado da comitiva brasileira que definiu a Estratégia Internacional de Redução de Desastres (Marco de Hyogo), no Fórum Mundial da ONU, no Japão e atua como pesquisador no Centro Universitário de Estudos sobre Desastres, da UFSC.