Aulas do Proerd iniciam nas escolas da zona sul de Joinville

Por: Cabo Silvia Ap. Schemczssen Santiago, em 16/03/2017


Iniciou o ano letivo nas escolas da rede municipal e estadual, e junto com as demais disciplinas, iniciaram também as aulas do Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência (Proerd).

Em 2017 já são 19 anos de história. A Lei Estadual n° 14.999, de 21 de dezembro de 2009, instituiu o dia 16 de março como o dia do Proerd. O programa iniciou em Santa Catarina no ano de 1998, com a primeira aula no município de Lages, e em Joinville teve inicio em 1999.

Atualmente, na zona sul de Joinville, 39 turmas de 5° ano, aproximadamente 1.200 crianças na faixa etária de 10 e 11 anos, serão instruídas no primeiro semestre desse ano. A expectativa é que mais instrutores sejam formados e enviados para o 17° Batalhãode Polícia Militar (BPM) ainda esse ano e dessa forma, seja possível alcançar outras escolas que ainda não possuem o Proerd implantado.

Segundo o instrutor do Proerd, o policial Charles Adriano, como é conhecido pelos seus alunos, o foco do programa, diferente do que pensa a maioria das pessoas, não são somente as drogas, e sim as escolhas, a tomada de decisões. "Tornar a criança apta a tomar decisões acertadas. Primeiramente fazê-la refletir sobre as alternativas positivas e negativas, ensiná-la a identificar o problema, analisar com cuidado as consequências e somente depois decidir, é o objetivo maior das lições. A apostila traz muitos exemplos práticos, de vivências do cotidiano das crianças, o que facilita o entendimento por parte dos alunos", destacou o policial.

O retorno das crianças que já tiveram aulas do Proerd é muito positivo. Na Escola Estadual Professora Antonia Alpaídes, a aluna Anne, do 6° ano, falou do programa. “O programa Proerd me ajudou muito e agora eu também consigo ajudar as pessoas”. O menino Israel, aluno do 6° ano afirmou que "o Proerd me ajuda muito na tomada de decisões e a resolver até mesmo alguns conflitos em casa”.

Os professores e a direção das escolas também aprovam a implantação do programa. A professora Patrícia Bandelow Amaral disse: “Eu acho muito importante o programa Proerd na escola, e principalmente no 5° ano, porque os alunos amadurecem muito nessa idade. Essas instruções têm sido muito positivas, na disciplina e na formação do caráter deles”.
Na Escola Municipal João Bernardino da Silveira Junior, a diretora Marilúcia de Lourdes Santana Herdt, acredita que o Proerd vem agregar e contribuir com aquilo que já se ensina na escola. "E focar na prevenção é uma forma de tirar o aluno da situação de vulnerabilidade", falou.

Fotos: cabo Silvia/P5 17°BPM

Ultimas Notícias Institucionais

  • 13º BPM

    Rio do Sul inicia mais uma edição d...
    14/12/2017
  • 13º BPM

    PM de Ituporanga adquire etilômetro ...
    14/12/2017
  • Reconhecimento

    Comandante do 18º BPM recebe homenag...
    14/12/2017
  • 13º BPM

    Lontras: policiais militares são hom...
    14/12/2017
  • Em Joinville

    8º BPM forma mais de 4 mil alunos no...
    13/12/2017
  • Reforço policial

    Na Capital: PMSC forma 404 novos sold...
    13/12/2017
  • Rede Catarina

    Chapecó: PM apresenta resultados da ...
    13/12/2017
  • Olimpíadas

    Canoinhas: Sefid promove a 1ª Olimpí...
    13/12/2017
  • 7º BPM

    São José: policiais participaram de...
    13/12/2017
  • Comemoração

    PMA realiza formatura de Curso de Pat...
    12/12/2017