Capital: policiais concluem 1º CITAM da PMSC

Por: Cabo Rodrigo Costa, em 08/11/2018


Na última quinta-feira, 1º, ocorreu a solenidade de formatura do 1º Curso de Intervenção Tática com Motocicletas (CITAM) da Polícia Militar de Santa Catariana (PMSC). A cerimônia foi realizada em Florianópolis, por volta das 18h, no Centro de Ensino da Polícia Militar (CEPM), na Trindade. Os formandos entraram com as motocicletas e deram início à solinidade.
A formatura contou com a presença do subcomandante-geral da PMSC, coronel Cláudio Roberto Koglin, do comandante do Comando de Apoio Especializado da Polícia Militar (CAEPM), coronel Renato Cruz Júnior, da diretora de Instrução e Ensino da PMSC, coronel Claudete Lehmkuhl, do comandante da 1ª Região de Polícia Militar (RPM), tenente-coronel Marcelo Pontes, e do anfitrião da solenidade, comandante do Grupamento de Polícia de Choque (GPChoque), tenente-coronel Maurício Silveira, além de outras autoridades civis e militares, como o superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Santa Catarina, inspetor Hermes de Lima Santos Neto, o coordenador da Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Ciro Vieira Ferreira, o comandante da Base Aérea de Florianópolis, tenente-coronel aviador Luis dos Santos Alves, e o comandante da Escola de Aprendizes da Marinha, capitão de Fragata Willian dos Santos Madela.

Os atos de formatura contaram com homenagens aos gestores e pessoas que apoiaram e se dedicaram para o sucesso o curso. Também foram homenageados os três primeiros colocados:
1º colocado: cabo PM Rodrigo da Silva Valente (10º BPM)
2º colocado: soldado PM Jonas Cardoso Amadeu (5º BPM)
3º colocado: soldado PM Alceu Guilherme Gonçalves (GPChoque)

Com duração de 313 horas aulas, o CITAM iniciou no dia 24 de setembro com 38 alunos e encerrou no dia 1º de novembro, com 30 formandos. Destes, 28 policiais militares foram da PMSC, um policial da Província de Misiones (Argentina) e um policial rodoviário federal, lotado no Estado do Pará.

O curso teve por objetivo capacitar os alunos a atuarem no processo de motopatrulhamento tático, em áreas de alto risco, com capacitação para realização de patrulhas, incursões e atividades de pronta resposta, no combate ao crime organizado e em apoio as operações de choque, sendo uma tropa de reserva do Comando-Geral.

Assim, o treinamento propiciou aos policiais militares conhecimento técnico em diversas atividades, tais como: patrulha urbana, noções de combate em ambiente fechado e primeira intervenção em ocorrências de crise, que foram repassados pelos instrutores do Batalhão de Operações Especiais, doutrina de PATAMO, noções de Controle de Distúrbio Civil, Instrumentos de Menor Potencial Ofensivo, Uso Diferenciado da Força, Policiamento de Choque em Praça Desportiva, Choque Ligeiro, Tiro Policial no Motopatrulhamento Tático, Pilotagem Defensiva Policial, Pilotagem fora de estrada, Pilotagem de Alto Risco, Doutrina de Motopatrulhamento Tático, Escolta, Mecânica e Estágio Operacional.

Aos concludentes, considerando a tradição da doutrina de motopatrulhamento tático no país, outorga-se o título de “Cavaleiros de Aço”.

(Texto e fotos de instrução: capitão Carlos Alexandre da Silva – Comandante do GTAM I Fotos solenidade: 3º sargento RR Paulo Santana – CCS)

Ultimas Notícias Institucionais