Subcomandante-geral da PMSC recebe oficiais da PMGO

Por: Soldado Rodrigo Costa, em 04/08/2017


No fim da tarde desta quinta-feira, 3, o subcomandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, que responde atualmente pelo comando da corporação, recebeu em seu gabinete, no Quartel do Comando-Geral (QCG), em Florianópolis, uma comitiva de oficias da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO). O chefe do Estado-Maior-Geral da PMSC, coronel Giovanni Cardoso Pacheco, também se fez presente no encontro.

Na ocasião, foram recebidos o chefe do Estado-Maior Estratégico da PMGO, coronel Silvio Vasconcelos Nunes, acompanhado do tenente-coronel Karison Ferreira Sobrinho, assistente de planejamento operacional (PM3) da PMGO, juntamente com o capitão Fernando de Pinho Araújo, chefe da Seção de Desenvolvimento e Análise de Softwares e do capitão Carlos Nei Silva, comandante da Companhia de Formação de Oficiais da PMGO.

Os policiais encerraram a visita técnica, de dois dias, que teve como propósito conhecer a atuação da PMSC frente aos crimes de menor potencial ofensivo, com a lavratura do Termo Circunstanciado (TC). O interesse inicial seria a implementação de um modelo similar naquele estado. Da mesma forma, conheceram detalhadamente o formato de tecnologia móvel embarcada (PMSC Mobile), utilizado pelo efetivo catarinense.

Durante os dois dias aqui em Santa Catarina, os oficiais goianos foram recepcionados pelo subchefe do Estado-Maior-Geral da PMSC, coronel Marcello Martinez Hipólito, que, já no primeiro dia de visita, detalhou e pormenorizou a lavratura do Termo Circunstanciado por parte da PMSC. Na troca de informações, foram apresentadas estatísticas, projeções e parâmetros, onde eventuais questionamentos puderam ser esclarecidos.

Já no segundo dia, o subchefe da Seção de Tecnologia e Inovação (PM7) da PMSC, capitão Joamir Rogério Campos, explicou o funcionamento do PMSC Mobile. O oficial apresentou a ferramenta digital, bem como suas vantagens, peculiaridades, facilidades e o custo de implementação da tecnologia.

“Depois que o policial percebe que as ferramentas digitais estão aí para facilitar sua rotina, uma gama de novas opções estão a seu dispor, no sentido de oferecer um serviço com maior qualidade e com menor tempo”, considerou o capitão Campos. “Por exemplo, uma ocorrência no tablet pode ser resolvida em cinco minutos. Já no método antigo, com papel e caneta, o policial levava em média de 20 a 30 minutos para preencher todos os formulários”, completou. Além disso, o oficial também explicou como acontece e é gerenciado o atendimento e o registro das ocorrências policiais, no novo formato.

Diante do que foi apresentado, a possibilidade de integração com outros órgãos, a melhora na qualidade do serviço prestado, bem como o ganho de tempo por parte dos policiais no atendimento das ocorrências chamaram a atenção dos oficiais de Goiás.

“Olha, eu gostaria de agradecer por tudo o que vimos aqui. Com certeza aprendemos muito com vocês”, agradeceu o coronel Vasconcelos, da PMGO. “Temos um embrião nascendo lá em nosso estado, e vocês podem ter a certeza que irei levar à nossa coordenação esse know-how aqui da PM de Santa Catarina. Sem sombra de dúvidas é uma ferramenta muito facilitadora”, destacou o oficial.

Por fim, o chefe do Estado-Maior Estratégico da PMGO, coronel Vasconcelos, entregou ao coronel Araújo Gomes uma lembrança como forma de agradecimento, pela recepção e pela troca de informações.

Texto e imagens: soldado Rodrigo Costa/CCS

Ultimas Notícias Institucionais