Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Contato

Mulher é mantida em cárcere privado e pede socorro com toalha na janela


Por volta das 9h de segunda-feira, 20, em atendimento de ocorrência de violência doméstica na rua Minas Gerais, centro de Chapecó, a Polícia Militar (PM) prendeu um homem de 34 anos por cárcere privado e lesão corporal contra a esposa de 42 anos. A mulher apresentava hematoma no pescoço e precisou pedir socorro pendurando uma toalha na janela, com a inscrição de “SOS” feita com batom.

Tudo começou quando a PM recebeu, via 190, a informação de um vizinho, o qual relatou que a vizinha teria sido agredida pelo marido, que seria usuário de drogas. Rapidamente guarnições PM foram até o local, onde conversaram com a vítima. Ela relatou que o marido chegou em casa por volta das 2h30 da madrugada, alterado e sob efeito de drogas, e com uma faca grande nas mãos. O agressor a pegou pelo pescoço e tentou estrangulá-la por várias vezes, provocando os hematomas.

Ela relatou ainda que conseguiu acalmá-lo um pouco conversando e argumentando, que tentou pedir socorro, mas não conseguiu. O agressor teria escondido a chave do apartamento e o celular. A mulher só conseguiu pedir socorro durante a manhã, quando começou a jogar objetos pela janela do apartamento para chamar a atenção e escreveu com batom os dizeres “SOS” e o número do apartamento em uma tolha, pendurando na janela. Um vizinho viu, foi até o apartamento e tocou a campainha. Nesse momento, a vítima conseguiu achar a chave da residência e sair.

Com essas informações e a vítima já em segurança, duas guarnições entraram no apartamento onde estava o autor. Ele estava escondido no banheiro e após os policiais ordenarem sua saída ele se entregou sem resistência. O homem confessou ser usuário de cocaína e que discutiu com a esposa por ciúmes, mas negou agressões. No local os policiais apreenderam também as duas facas que o autor teria usada para ameaçar a vítima.

Diante dos fatos, o autor foi preso em flagrante e conduzido à Central de Plantão Policial (CPP) de Chapecó, para os procedimentos cabíveis.