Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Quem Somos
Unidades
Alegações Finais
Termos de Compromisso
Chat

Participantes de rinha de galo, em São Miguel do Oeste, recebem mais de R$ 145 mil em multas


A Polícia Militar Ambiental (PMA), por meio de sua unidade em São Miguel do Oeste, flagrou neste sábado, 7, a realização de uma rinha de galo no interior do município de São Miguel do Oeste. Multas somadas ultrapassaram os R$ 145 mil.

Diversas pessoas foram flagradas no galpão de uma propriedade rural. Ao avistar os policiais, algumas delas até tentaram fugir em direção à mata, inclusive o proprietário do local. Entretanto, com informações posteriores, muitos dos participantes que fugiram puderam ser identificados.


No local, foram encontrados alguns animais, com lesões, em virtude dos embates, motivo pelo qual foram autuadas dez pessoas, que participavam das apostas. Ao todo, na ocorrência, foram expedidos autos de infração ambiental que totalizaram mais de R$ 145 mil em multas.

Além das aves, também foram apreendidos materiais utilizados na rinha (biqueiras e esporas artificiais) e anotações referentes aos confrontos.

Diante do flagrante, os responsáveis responderão a processo administrativo junto à PMA e também a processo criminal junto à comarca do município.

A Polícia Militar Ambiental esclarece que organizar ou participar de rinha de galo é crime ambiental, definido no artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/98 que diz: “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. Pena, detenção, de três meses a um ano, e multa.