Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Símbolos da PMA
Quem Somos
Unidades da PMA
Perguntas Frequentes
Alegações finais/TC
Contato

SÍMBOLO DO COMANDO DE POLICIAMENTO MILITAR AMBIENTAL

DESCRIÇÃO HERÁLDICA

O Símbolo do Comando de Policiamento Militar Ambiental será composto da seguinte forma: Na faixa e campanha, o campo será sinople, que representa a coragem, o zelo, a inteligência em proteger a exuberante natureza catarinense. Simboliza, além disso, a ilhaneza, que significa o empenho de não permitir o esmorecimento da moral censora da categoria, indispensável à administração da justiça, guardiã do meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, a qual importa o dever de defendê-lo e preservá-lo para às presentes e futuras gerações. Uma geração futura é o exemplo daquilo que a anterior lhe relegou, atributo que deve caracterizar os responsáveis pela manutenção da ordem pública ambiental. A ave no centro, posta em pleno voo na cor branca, a qual simboliza a visão elevada, a preservação da natureza regional, a lealdade e visão futura holística, as raízes históricas das unidades de polícia ambiental, supra posta pelo Sol esculpido em sete raios-faces na cor metal-ouro, que simbolizam a energia natural para a vida, significando a constante força, a coragem, a inteligência e a altivez dos milicianos, envolto também entre raios-faces na cor laranja, símbolo de força, de resistência, da segurança nas ações e espírito de corpo, da temperança e da perseverança, fatores essenciais à preservação e à restauração da harmonia e da Ordem Pública Ambiental. Vê-se igualmente a espada em modelo medieval, de duplo gume, composta em cor branca, com o punho em metal-ouro. Essa espada caracteriza a justiça, a autoridade, a honra militar, identificando o comando e o emprego das forças especializadas, bem como, simboliza o instrumento de defesa dos valores e virtudes tais como a lealdade, a honra e a integridade, em suma, o compromisso ético necessário na preservação da vida em todas suas formas e cumprimento da lei, objetivos invioláveis das unidades especializadas de policiamento ambiental. A árvore araucária (Araucária angustifólia) e o puma (Puma concolor), à direita da espada, ambos em cor branca, simbolizam o bioma mata atlântica, a vegetação do planalto de frias vertentes e os animais que habitam as coxilhas do oeste imponente e alcançam o leste, remetendo ao dia-a-dia dos guardiões das florestas, dos animais e águas interioranas, atividades diárias de patrulhamento ostensivo ambiental do centro-oeste catarinense, desenvolvidas pelos integrantes do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental. A âncora e o golfinho (Pontoporia blainvillei) à esquerda da espada, ambos em cor branca, simbolizam o bioma marinho, a baixada litorânea banhada pelo oceano atlântico, alcançando a floresta, os animais terrestres e aquáticos que compõem e habitam a serra do mar, os mangues e viveiros do mar do leste grandioso, remetendo ao dia-a-dia dos guardiões das florestas, dos animais e das águas litorâneas, atividades diárias de patrulhamento ostensivo ambiental do centro-leste catarinense, desenvolvidas pelos integrantes do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental.


SÍMBOLO DO 1º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL

DESCRIÇÃO HERÁLDICA

O Símbolo do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental será composto da seguinte forma: Na faixa e campanha, o campo será sinople, que representa a coragem, o zelo, a inteligência em proteger a exuberante natureza catarinense. Simboliza, além disso, a ilhaneza, que significa o empenho de não permitir o esmorecimento da moral censora da categoria, indispensável à administração da justiça, guardiã do meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, a qual importa o dever de defendê-lo e preservá-lo para às presentes e futuras gerações. Uma geração futura é o exemplo daquilo que a anterior lhe relegou, atributo que deve caracterizar os responsáveis pela manutenção da ordem pública ambiental. A ave no centro, posta em pleno voo na cor branca, a qual simboliza a visão elevada, a preservação da natureza regional, a lealdade e visão futura holística, as raízes históricas das unidades de polícia ambiental, supra posta pelo sol esculpido em sete raios-faces na cor metal-ouro, que simbolizam a energia natural para a vida, significando a constante força, a coragem, a inteligência e a altivez dos milicianos, envolto também entre raios-faces na cor laranja símbolo de força, de resistência, da segurança nas ações e espírito de corpo, da temperança e da perseverança, fatores essenciais à preservação e à restauração da harmonia e da Ordem Pública Ambiental. No centro uma âncora e o golfinho (Pontoporia blainvillei), ambos em cor branca, simbolizam o bioma marinho, a baixada litorânea banhada pelo oceano atlântico, alcançando a floresta, os animais terrestres e aquáticos que compõem e habitam a serra do mar, os mangues e viveiros do mar do leste grandioso, remetendo ao dia-a-dia dos guardiões das florestas, dos animais e das águas litorâneas, atividades diárias de patrulhamento ostensivo ambiental do centro-leste catarinense, desenvolvidas pelos integrantes do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental.


SÍMBOLO DO 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL

DESCRIÇÃO HERÁLDICA

O Símbolo do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental será composto da seguinte forma: Na faixa e campanha, o campo será sinople, que representa a coragem, o zelo, a inteligência em proteger a exuberante natureza catarinense. Simboliza, além disso, a ilhaneza, que significa o empenho de não permitir o esmorecimento da moral censora da categoria, indispensável à administração da justiça, guardiã do meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, a qual importa o dever de defendê-lo e preservá-lo para às presentes e futuras gerações. Uma geração futura é o exemplo daquilo que a anterior lhe relegou, atributo que deve caracterizar os responsáveis pela manutenção da ordem pública ambiental. A ave no centro, posta em pleno voo na cor branca, a qual simboliza a visão elevada, a preservação da natureza regional, a lealdade e visão futura holística, as raízes históricas das unidades de polícia ambiental, supra posta pelo sol esculpido em sete raios-faces na cor metal-ouro, que simbolizam a energia natural para a vida, significando a constante força, a coragem, a inteligência e a altivez dos milicianos, envolto também entre raios-faces na cor laranja símbolo de força, de resistência, da segurança nas ações e espírito de corpo, da temperança e da perseverança, fatores essenciais à preservação e à restauração da harmonia e da Ordem Pública Ambiental. A árvore araucária (Araucária angustifólia) e o puma (Puma concolor), ambos em cor branca, simbolizam o bioma mata atlântica, a vegetação do planalto de frias vertentes e os animais que habitam as coxilhas do oeste imponente e alcançam o leste, remetendo ao dia-a-dia dos guardiões das florestas, dos animais e águas interioranas, atividades diárias de patrulhamento ostensivo ambiental do centro-oeste catarinense, desenvolvidas pelos integrantes do 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental. 


Os novos Símbolos da Polícia Militar Ambiental foram instituídos através do Ato da Polícia Militar nº 785/2020.