Foto: Presentes e Protegendo
Foto: Polícia Militar de Santa Catarina
Responsive image
Responsive image
Notícias
Concursos
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Contato

Mandados judicias são cumpridos em Canoinhas e região


Nesta quinta-feira, 5, policiais militares e civis, acompanhandos de integrantes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público,  deflagram operação conjunta em Canoinhas e região.

A operação Barbaquá foi resultado de cinco meses de investigação policial, cujos trabalhos foram presididos pela Divisão de Investigação Criminal (DIC), de Canoinhas, em conjunto investigativo técnico e operacional com o 3º Batalhão de Polícia Militar, também de Canoinhas, por meio da sua Agência de Inteligência e também da equipe da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam).


A operação buscou reprimir a prática de alguns crimes relacionados às ações de facção criminosa, ligadas ao tráfico de drogas, porte ilegal de armas e homicídios.

De oito mandados de prisão preventiva expedidos, seis foram cumpridos nas em Canoinhas e Três Barras. E, de cinco mandados de internação de adolescentes, três jovens foram apreendidos pelas equipes policiais.

Além das prisões e internações, outras quatro pessoas acabaram presas em flagrante por tráfico de drogas. Ao todo, foram cumpridos 32 mandados de busca e apreensão. Treze pessoas foram pessoas.


A operação foi  deflagrada, simultaneamente, nos municípios de Canoinhas, Três Barras, Joinville, Araquari e Garuva.  Cerca de 110 policiais civis, 85 policiais militares e 20 integrantes do Gaeco de Joinville também participaram da ação.


Além da 22ª Delegacia Regional de Polícia de Canoinhas e do 3° Batalhão de Polícia Militar de Canoinhas, também cooperam com os trabalhos as delegacias regionais de Mafra, São Bento do Sul, Porto União, Lages, Caçador, Joaçaba, Campos Novos, Xanxerê, Joinville e São Lourenço do Oeste.

Pela Polícia Militar, igualmente, integraram os trabalhos a Guarnição Especial de Mafra e a 1ª Cia de Porto União. Compondo os trabalhos, também participaram dos cumprimentos o Gaeco de Joinville e o Batalhão da Polícia Militar de Joinville.


O suporte aéreo ficou a cargo do helicóptero do Serviço Aeropolicial (SAER) da Polícia Civil, deslocado da cidade de Criciúma.

O nome da operação, Barabaquá, foi uma homenagem ao aniversário do município de Canoinhas, que no próximo dia 12 completa 108 anos. Barbaquá se refere à técnica antiga de sapecar e produzir a erva-mate, matéria prima referência do município.