Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Contato

Comissão avalia mais de 3 mil candidatos em 16 dias de provas físicas


A Polícia Militar de Santa Catarina encerrou nessa terça-feira, 24, as avaliações físicas para o concurso público de ingresso de soldados, edital 2019. O teste de avaliação física (TAF) avaliou aproximadamente 3 mil candidatos em 16 dias e reuniu grande efetivo da PMSC para garantir a transparência e correta aferição dos concorrentes. Esse ano, destaque especial para a utilização de uma central de videomonitoramento, uma espécie de “VAR” dos exercícios.

A prova conta com diversas etapas, como corrida, abdominal e barra fixa. Todas foram devidamente gravadas e as imagens puderam ser utilizadas pelos candidatos para eventual recurso e reavaliação pela comissão do concurso. Dos 25 mil candidatos inscritos, 3 mil chegaram até essa etapa, sendo 2400 homens e 600 mulheres.

Segundo o tenente-coronel Julival Queiroz de Santana, “todo esse processo seletivo só é possível, dada sua amplitude, com a utilização de diversos recursos, dentro os quais os informacionais e tecnológicos, que nos dão um ganho fantástico na otimização do tempo, minimização do erro humano e composição de prova para fins judiciais”, afirmou o oficial.

Os candidatos aprovados irão seguir para a próxima fase do concurso, que contempla a avaliação médica e odontológica. 

O FUNCIONAMENTO DAS CÂMERAS

O candidato é chamado a executar um exercício. As câmeras são posicionadas para acompanhar toda a atividade e são vistas, em tempo real, pela central de vídeo, que grava e armazena todas as avaliações. Caso o candidato reprove, poderá recorrer, solicitando que o exercício seja novamente verificado. A comissão de vídeo não tem a informação de quantas repetições ou qual erro o candidato cometeu, de modo a não prejudicar a avaliação no vídeo. Tudo na hora e garantindo a transparência e segurança jurídica do concurso.

Veja como foi: