Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Bem-Te-Vi

Coronel Marcelo Pontes assume o comando-geral da Polícia Militar


A Polícia Militar de Santa Catarina tem um novo comandante-geral. O coronel Marcelo Pontes assumiu o cargo do coronel Dionei Tonet, em cerimônia na Academia de Polícia Militar da Trindade, na tarde de segunda-feira (20), em Florianópolis. O coronel Marcelo Pontes era o atual subcomandante-geral, que agora passa a ser ocupado pelo coronel Evandro de Andrade Fraga.

Além dos oficiais envolvidos no ato, o general de brigada Márcio Luis do Nascimento Abreu Pereira, o governador do Estado, Carlos Moisés da Silva, e o chefe do Estado-Maior-Geral, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa, também marcaram presença, entre diversas autoridades civis, militares e imprensa.

No primeiro ato da cerimônia, o coronel Dionei Tonet recebeu um elogio em folha do governador pela missão cumprida frente à corporação e lembrou as dificuldades dos últimos anos: “o Comando-Geral da Polícia Militar de Santa Catarina (esteve) em um contexto ainda mais desafiador, em que o combate ao crime e a proteção à vida caminharam lado a lado ao enfrentamento de um inimigo até então desconhecido: o coronavírus”, descreveu o governador.

O ato de passagem de comando foi marcado pela entrega da espada do comando-geral, acompanhado dos ex-comandantes-gerais. O coronel da reserva, Paulo Roberto de Fagundes Freitas, comandante-geral mais veterano presente, efetuou a entrega da insígnia de comandante-geral ao recém empossado na função.

O terceiro ato contou com a assinatura da reserva remunerada do coronel Dionei e a entrega de medalhas Corpo de Tropa, Lealdade e Constância e da Comenda Barriga Verde ao oficial. Na sequência, o agora veterano coronel Dionei Tonet fez o uso da palavra e agradeceu ao efetivo: “os senhores são diferenciados. Se os números em Santa Catarina são bons, é por causa da nossa tropa qualificada, que sabe trabalhar e precisava de equipamentos básicos. Nós buscamos trazer equipamentos, mudar processos, mas nada disso seria possível se a tropa não estivesse motivada”, asseverou, ao lembrar a aquisição de coletos balísticos, viaturas e novas armas.

O coronel Fraga, agora novo subcomandante-geral da PMSC, foi empossado na sequência. Policial militar desde 22 de fevereiro de 1989, é especialista em Gestão Estratégica de Pessoas, Administração em Segurança Pública e em Altos Estudos de Polícia e Estratégia, pela Faculdade da Polícia Militar (Fapom). O oficial atuou boa parte da carreira no 9º BPM, em Criciúma, onde foi comandante, bem como da 6ª Região de Polícia Militar. Atualmente exercia a função de chefe da Agência Central de Inteligência da PMSC. O coronel Fraga é casado, pai de uma filha e avô de um menino.

Para finalizar a passagem, o governador Moisés fez seu pronunciamento. “Quando vejo a emoção do coronel Dionei em sua despedida, vejo a importância da envergadura desse cargo, que é comandar a melhor polícia militar do Brasil. É imensa a responsabilidade que hoje o coronel Pontes assume com sua equipe e lhe desejo sucesso”, afirmou o governador.

Assista a transmissão ao vivo realizada - clique AQUI.

Ações realizadas

Dionei Tonet, desde que assumiu o comando-geral, pautou o seu trabalho em buscar novos projetos e trabalhar para o melhoramento dos processos internos, da qualidade operacional e da segurança aos policiais. “Tudo isso para poder prestar um serviço de excelência para a população e contribuir para a melhora da qualidade de vida das pessoas”, completou. Para isso, Tonet foi em busca não só recursos, mas também de construir parcerias com os setores público e privado, para que a PMSC pudesse ter melhores equipamentos e condições de trabalho.

Em 2021 a Polícia Militar de Santa Catarina adquiriu 186 viaturas e 125 tablets que já estão sendo empregados no policiamento ostensivo em todo o estado, com investimentos na ordem de R$ 18 milhões. Foram adquiridas 290 viaturas e 11.250 pistolas e munições no Cal 9 x 19mm, com prazo de entrega para o início do ano de 2022, visando reforçar ainda mais as ações de polícia ostensiva de preservação da ordem pública, aumentando a operacionalidade e garantindo o exercício da atividade policial militar com melhores e mais modernas armas e viaturas, com um custo de mais de R$ 83 milhões.

Dentre as medidas adotadas pela corporação, deve-se destacar a utilização de recursos tecnológicos e de análise de dados. Nesse quesito, houve um investimento de mais de R$ 5 milhões na aquisição de equipamentos de informática e de tecnologia para as OPMs (Organização Policial-Militar) e para emprego embarcado (viaturas), além da destinação de mais R$ 17 milhões na aquisição de um sistema de radiocomunicação mais eficiente e seguro para os nossos policiais militares.

No que diz respeito ao efetivo policial militar, no dia 3 de dezembro a Academia de Polícia Militar da Trindade realizou a formatura de 42 aspirantes a oficial e neste mês de dezembro, 530 novos policiais militares foram para o emprego operacional, totalizando um investimento de mais de R$ 6 milhões na formação de oficias e praças, que complementarão as ações de recomposição de efetivo de forma equalizada no Estado.

Para o ano de 2022, a Polícia Militar de Santa Catarina, por meio do Programa SC Mais Segura, já deixou destinado mais de R$ 4 milhões para a aquisição de 250 fuzis calibre 5,56x45mm com mira holográfica, além compras de novas viaturas destinadas para o Bope, Choque, Tático, Canil e Cavalaria, ultrapassando R$ 2,4 milhões.

Tonet destaca o trabalho para valorizar a atividade operacional com simpósios regionalizados de radiopatrulha e dos táticos, além da execução de cursos de qualificação profissional, como o Curso de Ações de Combate aos Crimes Violentos Contra Patrimônio, Atirador Designado, Patrulha Urbana, TOMM, Operações de Choque, Instrutores de Tiro, Policiamento Montado, entre outros que motivam, agregam conhecimento e qualificam policiais militares ao exercício das suas atividades de forma especializada.

“Restam ainda projetos em andamento como o da Carreira das Praças, Etapas de alimentação, sistema de proteção social, pagamento das licenças especiais, código de ética, entre outros, voltados a tornar a Polícia Militar de Santa Catarina uma polícia ainda melhor”, finalizou o coronel Dionei Tonet.

Currículo novo comandante-geral

O coronel Marcelo Pontes é o septuagésimo sétimo comandante-geral da instituição. Natural de Florianópolis, incluiu na PMSC em 22 de fevereiro de 1989. É graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Santa Catarina, em Administração e Segurança do Trânsito pela Universidade do Vale do Itajaí em 2002. Também é especialista em Administração da Segurança Pública pela Universidade do Sul de Santa Catarina e em Altos Estudos de Polícia e Estratégia realizado pela Faculdade da Polícia Militar, em 2017.

O oficial exerceu suas funções na Polícia Militar Rodoviária, Polícia Militar Ambiental, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM) e 1ª Região de Polícia Militar (RPM), antes de ingressar no Comando-Geral da instituição. O coronel é casado e pai de dois filhos.