Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Contato

Estudo conclui que imbuia cortada ilegalmente em Vargem Bonita possuía mais de 500 anos


Em fevereiro do ano passado, o Comando de Policiamento Militar Ambiental (CPMA), por meio do 2º Pelotão de Joaçaba, constatou o corte ilegal de uma imbuia (Ocotea porosa) gigante no interior do município de Vargem Bonita. Além da imbuia, outras dezesseis árvores de araucária (Araucaria angustifolia) também foram suprimidas irregularmente. Ambas as espécies constam na lista oficial do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA), Portaria nº 443/2014, como estando ameaçadas de extinção.

O proprietário do imóvel, mesmo alegando não ser o autor do fato, respondeu administrativa e criminalmente pelos danos causados ao meio ambiente, com aplicação de uma multa de R$ 12.750, em virtude da responsabilidade objetiva dos proprietários quando do acontecimento de danos ambientais, conforme prevê a legislação.

Atualmente, a área encontra-se em processo de recuperação ambiental, conforme Projeto de Recuperação de Área Degradada (PRAD).

Parte da imbuia suprimida está exposta na sede de 2º Pelotão, em Joaçaba, e serve como um instrumento de educação ambiental para crianças, jovens e adultos que visitam o local.

Uma amostra de “anel” basal do seu tronco foi levada até os laboratórios da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para que o professor Marcelo Scipioni, especialista em árvores gigantes, pudesse realizar um estudo dendrocronológico da árvore.

O estudo analisa os anéis de crescimento da árvore e estima, aproximadamente, a sua idade. Assim, foi concluído que o exemplar de imbuia gigante possuía mais de 535 anos de idade.