Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Bem-Te-Vi

Feminicídio é evitado por ação da PM em Chapecó


Por volta das 13h de ontem, quinta-feira, 12, na rua Uruguai, bairro Saic, em Chapecó, a Polícia Militar (PM), em atendimento de ocorrência de cárcere privado, evitou o feminicídio de uma mulher de 33 anos e efetuou a prisão do agressor, um homem de 40 anos, com extensa ficha criminal. Na casa foram apreendidas drogas e uma arma de fogo, com a qual ele inclusive já havia realizado disparos.

O fato iniciou com a informação do crime à PM pelo telefone 190, resultando na imediata mobilização de guarnições do 2º Batalhão de Polícia Militar de Fronteira para o local. Chegando na casa, após avaliação do cenário e condições da ocorrência, os policiais entraram na residência, realizando a prisão do autor e libertação da vítima, que estava bastante amedrontada e com hematomas.

A mulher relatou que foi agredida e que os disparos realizados dentro da casa, que acertaram a cama e uma parede, foram contra ela, ainda na madrugada, porém não acertaram. A vítima afirmou que o autor do crime fazia roleta russa e, em outra oportunidade, já havia cortado todo o cabelo dela.

Em verificação na residência, os policiais localizaram um revólver calibre 38 com numeração adulterada, 10 munições intactas para a arma, 32 gramas de maconha, cocaína e bicarbonato de sódio, provavelmente usado para adulterar a quantidade de cocaína para a comercialização.

Após ação policial, que evitou mais um feminicídio, a vítima recebeu os cuidados necessários, o autor foi preso e todos foram conduzidos para a Central de Plantão Policial (CPP) de Chapecó, para os procedimentos legais.

O autor possui extensa ficha criminal. A primeira prisão foi ainda em 1998, entre entradas e saídas do sistema penal, ficou preso nos últimos três anos, desde 2016 e, estava em liberdade a menos de 30 dias, sendo que nesse um mês, já havia sido preso mais uma vez, por furto, porém foi beneficiado com a liberdade provisória.