Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Contato

Homicídios em Santa Catarina estão abaixo da média nacional


A última reunião do Colegiado Superior da Segurança Pública foi realizada na manhã desta segunda-feira, 16, no Centro Administrativo da SSP, em Florianópolis. Na ocasião, foi apresentado o Boletim Semanal 49, com os dados de 1º de janeiro até 16 de dezembro.

Os números apontam mais uma semana sem latrocínios no Estado, a quarta seguida, comprovando que este tipo de crime está controlado em Santa Catarina. Até agora foram 27 registrados, em 2019, contra 42 no mesmo período do ano passado. O homicídio é outra modalidade de crime que vem sendo suprimida no Estado.

Diante do cenário, o presidente do colegiado,  coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, fez suas considerações. “A avaliação da parte criminal vem sendo bastante positiva, no que diz respeito as mortes violentas, que representam o maior indicador que acompanhamos. Tivemos a melhor semana de dezembro, em toda a série histórica, mostrando que as estratégias implementadas depois de um novembro particularmente difícil começam a fazer efeito e começam a conquistar resultados concretos", comentou o coronel.

"Também vale destacar que, embora ainda falte a metade do mês de dezembro, a projeção estatística para este ano é que iremos conseguir fechar o ano com os homicídios na faixa de 9.4 a 9.6 mortes por 100 mil habitantes, quebrando uma barreira histórica a nível nacional, abaixo da marca de 10 por 100 mil habitantes. Uma marca que poucos estados possuem", completou Araújo Gomes.

Foram registrados neste ano 646 homicídios em Santa Catarina, contra 743 ocorridos no mesmo período do ano passado, ou seja, 97 mortes a menos. Os roubos também continuam em queda. Foram 10.797 ocorrências em 2019, contra 11.225 no mesmo período de 2018. “Vale a pena destacar que este mesmo desempenho se replica em outras áreas, como os crimes violentos letais intencionais, que, além dos homicídios, incluem as lesões corporais seguidas de morte, latrocínios e as mortes decorrentes de intervenção legal da polícia e também uma queda dos roubos, fazendo com que os índices também sejam os menores de toda a série histórica”, concluiu o presidente.

*Confira o Boletim Semanal 49 na íntegra (CLIQUE AQUI)

:: Informações da Colegiado Superior de Segurança Pública do Estado de Santa Catarina