Foto: Presentes e Protegendo
Foto: Polícia Militar de Santa Catarina
Responsive image
Responsive image
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Contato

Oficial do Bope conclui curso de Gerenciamento de Crises em São Paulo


Na última sexta-feira, 4, um policial militar catarinense concluiu o Curso de Especialização Profissional em Gerenciamento de Crises, promovido pelo 4º Batalhão de Polícia de Choque (Operações Especiais) da Polícia Militar do Estado São Paulo (PMESP). O 1º tenente Jorge Augusto de Souza Martins, lotado no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), alcançou a 1ª colocação no curso.

O robô, utilizado para atender ocorrências com artefatos explosivos e bombas, foi simbolicamente responsável pela entrega da condecoração ao oficial da PMSC. O treinamento teve a duração de 111 (cento e onze) horas-aula e foi ministrado entre os dias 16 de setembro e 04 de outubro de 2019. A capacitação ocorreu na sede do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), pertencente ao 4º Batalhão de Polícia de Choque, o qual é nacionalmente conhecido pela expertise na doutrina de Gerenciamento de Crises.

No total, 60 (sessenta) discentes participaram do evento. Além da PMSC, policiais da Polícia Militar do Paraná, Espírito Santo, Pernambuco, Ceará, Piauí, Pará, Amazonas, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira, bem como policiais civis do Rio Grande do Sul, do Paraná e de Goiás, e servidores do Tribunal Regional do Trabalho e da Polícia Rodoviária Federal, concluíram o curso.

A capacitação foi direcionada com a atuação do oficial como profissional em incidentes estáticos, como por exemplo ocorrências envolvendo artefatos explosivos, tomada de reféns e pessoas com propósitos suicidas, bem como em incidentes dinâmicos, referenciado em ocorrências envolvendo ações terroristas, roubo a empresas de valores e ataques terroristas múltiplos e coordenados.

Nessa lógica, foram ministradas, dentre outras, instruções de doutrina de Gerenciamento de Crises, de identificação da tipologia dos causadores de eventos críticos, técnicas e táticas de negociação, aplicação de alternativas táticas, atendimento de ocorrências envolvendo bombas e explosivos e enfrentamento a incidentes dinâmicos.

Para o 1º tenente Jorge, “o sentimento é de honra e de gratidão por ter obtido a aprovação com méritos em capacitação de elevado nível técnico e profissional, a qual foi ministrada por profissionais de renome nacional e que possuem vasta experiência na doutrina de Gerenciamento de Crises e Negociação. Com certeza, receber o conhecimento diretamente do Grupo de Ações Táticas Especiais é um privilégio que reverterá em benefício da doutrina policial militar em Santa Catarina”.

Ao final das três semanas, o oficial retorna à Santa Catarina com a responsabilidade de difundir os conhecimentos absorvidos durante a capacitação e de agregar à moderna doutrina catarinense de Gerenciamento de Crises.