Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Bem-Te-Vi

Operação conjunta resgata animais silvestres e exóticos vendidos pela internet


Na manhã de sexta-feira, 25, foi realizada uma ação policial para combater o tráfico de animais silvestres e exóticos no município de Lages. Os trabalhos resultaram no resgate de diversas espécies em operação realizada pela Polícia Militar Ambiental (PMA) e Polícia Federal.

Quatro mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 1ª Vara da Justiça Federal de Criciúma e foram cumpridos na cidade da Serra Catarinense.

A investigação foi instaurada neste ano por denúncias e monitoramentos de redes sociais, onde foi identificada a possível existência de uma associação criminosa. O grupo atuava na comercialização de animais, como cobras, aranhas e pássaros, por meio da internet.

O inquérito identificou que alguns dos animais vendidos, além de pertencerem a espécies exóticas cuja introdução no país é proibida, também se encontram em risco de extinção em seus habitats originários. Indícios ainda indicaram que os animais seriam enviados por meio de caixas de papelão, despachadas para outros estados da federação, em condições inadequadas e degradantes.

As investigações também demonstraram indícios de possível participação de um profissional de medicina veterinária, o qual pode vir a ser indiciado como um dos co-autores dos delitos. Segundo a polícia, os investigados, além da possibilidade de receber multas, poderão ser indiciados pela prática dos crimes de maus tratos de animais, receptação qualificada e associação criminosa, cujas penas máximas somadas podem chegar a 12 anos de prisão.

A operação resultou na lavratura de três autos de infrações, uma prisão em flagrante e a apreensão de 15 animais. Sendo animais silvestres nativos e exóticos, entre eles: lagartixas - Leopard gecko; serpentes - Corn snake; serpente - King snake; serpente jibóia - Boa constrictor imperator; ave - Ring neck; Araras-Canindé - Ara ararauna; aranha caranguejeira - Lasiodora parahybana; aranha tarântula - Grammostola pulchra e Ouriço Pigmeu Africano Atelerix Albiventris.

A parte administrativa foi realizada pela PMA a qual apreendeu os animais silvestres nativos e a parte criminal realizada pela PF que apreendeu os animais silvestres exóticos.

Texto: Major Edmilson Machado Camargo Nassiff