Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Bem-Te-Vi

Operação Quaresma termina com resultado inédito contra o maus-tratos de animais


A Polícia Militar de Santa Catarina divulgou nesta segunda-feira, 16, o resultado da Operação Quaresma, realizada de 14 de março a 2 de maio de 20222. Durante todo o período da operação apenas uma ocorrência foi registrada. É o menor índice dos últimos anos. Em relação aos anos anteriores, a PMSC registrou em 2021 seis ocorrências e, em 2020, foram 15.

A Operação visa o cumprimento da Lei nº 9605/95, contra as práticas de atos de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, com pena de detenção de três meses a um ano, e multa.

A área de abrangência da Operação Quaresma inclui os municípios que compõem a circunscrição do 1º Comando Regional de Polícia Militar (CRPM), 3ª CRPM e 11ª CRPM, com especial atenção às regiões de cultura açoriana em ações de forma integrada com demais órgãos de fiscalização sanitária estaduais e municipais.

A única ocorrência registrada aconteceu num domingo, 17 de abril, às 6h20, na avenida Patrocínio Manoel dos Santos, em Ganchos de Fora, no município de Governador Celso Ramos. Aproximadamente 100 pessoas estavam reunidas com som alto e vários veículos. A guarnição da PMSC foi atingida por pedras na saída do local, momento em que foi identificado um acampamento improvisado para concentração de possível realização de evento de maus-tratos a animais. Não houve nenhuma prisão e nem nenhum animal foi recolhido.

Para o subcomandante-geral da PMSC, coronel Evandro Fraga, o sucesso da operação representa o a integração da PMSC com as demais forças de Segurança e dos órgãos fiscalizadores do Governo do Estado. "Destaca-se também o trabalho dos nossos agentes de inteligência que nos ajudaram a identificar qualquer suspeita que pudesse acontecer. Desta forma, agimos de forma proativa nas operações e impedimos qualquer tipo concentração", afirmou Fraga.

Texto: Jornalista Marcelo Passamai

Fotos: soldado Eduardo Elmo Silva