Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Bem-Te-Vi

Policiais militares visitam vítimas de desabamento em Joinville


Na noite de sexta-feira, 3, o 3º sargento Daniel Felipe Dalmarco e o soldado Lucas Deoracki Eckel do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), visitaram a família da pequena Enya Barros Lorenzo, 6 anos. Enya e sua família foram vítimas da queda da calçada para dentro da galeria do rio Matias, que cedeu no centro de Joinville no dia 22 de novembro, durante um evento de Natal promovido pela Prefeitura Municipal.

No acidente, aproximadamente 33 pessoas caíram na galeria do rio e foram retiradas por policiais e voluntários.

A guarnição do sargento Dalmarco, uma das primeiras a chegar para atender a ocorrência, prontamente adentrou na galeria colapsada pelo desabamento para resgatar as pessoas que gritavam por socorro e procurar possíveis vítimas debaixo dos escombros.

“O lugar era insalubre, altamente contaminado, além dos pedaços da estrutura que ainda caíam sobre as pessoas. Mesmo sem os equipamentos necessários nós entramos sem hesitar, minha preocupação maior era que tivessem pessoas debaixo das placas de cimento, enterradas na lama, principalmente alguma criança”, afirmou o Sargento.

Com o passar dos dias, já passado o susto, a família relembrou ao sargento Dalmarco a aterrorizante situação que passaram naquela noite.

Graziele, mãe da menina, relatou que assim que caiu dentro do rio ela afundou, e embaixo da água perdeu sua filha, que também ficou submersa e tentou sair pisando em materiais resultantes do desabamento, a água ainda estava pela altura do peito, e naquele desespero, as pessoas gritando, ela só pensava em encontrar sua filha. Quando encontrou a menina, ela a empurrou para cima para ser resgatada pelos policiais. “Foi desesperador, estávamos assistindo as apresentações e um minuto depois estávamos cobertos de lama dentro de um buraco gigante, achei que morreríamos” disse ela. Em seguida a menina foi retirada do buraco pelos policiais e minutos depois Graziele também, seu marido foi um dos últimos a saír de dentro do rio ajudado pelos policiais.

“Eu e meu marido ainda estamos muito abalados pelo que aconteceu, mas aliviados porque nossa filha tem reagido muito bem, e o que ela lembra dessa noite é de seus heróis, que a salvaram de dentro daquele buraco, o foco dela mudou e ela extraiu o melhor dessa situação. Somos gratos ao trabalho da Polícia Militar e de todos os profissionais que atuaram naquele momento”, concluiu Graziele.

Durante a visita, o sargento Dalmarco presentou a mais nova amiga Enya com um mascote e camisetas do Proerd. “Ele é meu herói” disse a criança em momentos de alegria.