Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Contato

Policial de Camboriú salva mulher que foi atacada por enxame de abelhas


Na tarde da última sexta-feira, 13, um policial salvou uma mulher que estava sendo atacada por abelhas. O fato aconteceu no centro de Camboriú, após um grupo de trabalhadores colidir contra uma colmeia enquanto realizavam a limpeza de um terreno. 

Uma guarnição da PM, que estava em rondas pela região, foi abordada por populares informando sobre o ataque das abelhas, que partiram pra cima de transeuntes, motociclistas e motoristas que passavam pela Rua Ricardo de Assis.

Ao chegarem no local, os policiais avistaram pessoas manobrando seus automóveis, assustadas com a situação. Porém, o que chamou a atenção foi uma mulher, que se debatia e gritava. Ela pedia por socorro, desesperadamente, por ter seu corpo coberto pelos insetos.

De pronto, um dos policiais, mesmo sem portar qualquer equipamento de proteção individual, para a ação, saiu da viatura e foi de encontro à vítima. Com sua cobertura (boné), nas mãos, ele tentou espantar as abelhas, a fim de livrar a mulher.

Assim, na sequência, a vítima foi amparada e levada a um posto de gasolina, mas o enxame continuou os perseguindo.

Os funcionários do posto e os clientes se fecharam dentro da conveniência e no interior dos carros. Foi então que o militar solicitou um extintor de incêndio a um dos funcionários do estabelecimento.

Com isso, ele conseguiu conduzir a vítima para o interior da conveniência, até a chegada do Corpo de Bombeiros.

A vítima, por sua vez, foi conduzida ao hospital e, segundo a médica que prestou o atendimento, foram percebidas mais de 150 picadas. Já o policial, recebeu mais de 30 picadas.

Por fim, outras viaturas chegaram ao local e procederam o isolamento do perímetro. Os bombeiros acionaram apoio de um apicultor profissional para ajudar no controle da situação.

Segundo o profissional, com 40 anos de experiência, foi localizado, no canto da vegetação, próximo a ponte da Rua Ricardo Assis, uma grande colmeia medindo aproximadamente 40 cm de largura por 80 cm de altura, de abelhas africanizadas.