Foto: Lema da unidade
Foto: Foto da unidade da Polícia Militar de Santa Catarina
Notícias
Cidadão
Unidades
Boletim de Ocorrência
Denúncia
Bem-Te-Vi

Soldados da PMSC recebem moção de aplauso na Alesc


Os soldados André da Silva e Thiago da Rosa Calônico, pertencentes da 3ª Companhia do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foram homenageados pela Assembleia Legislativa com moção de aplauso na tarde desta terça-feira, 17. Os militares salvaram a vida de um bebê de apenas 18 dias que estava engasgado com leite materno.

O ato foi prestigiado pelo comandante do 3º Comando Regional de Polícia Militar (CRPM), coronel Jofrey Santos da Silva, do comandante da 3º Companhia, major Márcio Favoretto. A moção foi uma iniciativa da deputada Paulinha.

O soldado André da Silva disse que também tem uma filha e que o momento foi bem assustador devido o desespero dos pais. “A gente sofre aquela pressão, se não der certo, a criança pode morrer, tivemos que fazer a manobra e ao mesmo tempo ter cuidado com ela por ter apenas 18 dias. Graças a Deus, deu tudo certo. É extremamente emocionando ver a gratidão da família e da criança, que está bem. Ficamos gratos pelo reconhecimento regional e agora pela mídia estadual por meio do Parlamento catarinense.”

O soldado Thiago da Rosa Calônico disse que é foi um atendimento diferente do que eles estão acostumados atender na região. “Foi a primeira vez que tive a oportunidade de atender e você sente uma apreensão, depois uma satisfação enorme em saber que aquela criança está viva e bem. Ficamos grato pelo reconhecimento feito por todo Parlamento.”

Relembre o fato:

Os policiais militares salvaram a vida de um bebê de apenas 18 dias que estava engasgado com o leite materno no bairro Centro, em Tijucas. O fato foi registrado na madrugada do dia 27 de abril.

Ao chegar no local, imediatamente os militares pegaram o bebê e perceberam que ele estava com as vias aéreas obstruídas, não sendo possível perceber a respiração. Para salvar a criança, um dos agentes utilizou a manobra de Heimlich e desobstruiu as vias respiratórias da criança.

A manobra de Heimlich, consiste em colocar o bebê no braço, de bruços, com a cabeça mais baixa do corpo e dar tapas não muito fortes no meio das costas e entre os ombros, até que a criança desobstrua as vias aéreas. Durante a ação policial, o bebê expeliu o leite materno e deu sinal na volta da respiração.

Durante os fatos, foi acionado a guarnição do Corpo de Bombeiros, que ao chegar no local continuaram o atendimento e conduziram a criança até o hospital. Já na unidade, foram feitos os procedimentos médicos e constatado que a bebê já estava bem, sendo devolvido a mãe.

Em agradecimento, a mãe da criança enviou uma mensagem elogiando o trabalho dos militares por salvar a vida do filho. “Os policiais foram extremamente rápidos, agindo com muita eficiência. Hoje em dia estes profissionais são raríssimos e estão extintos, eles são nossos heróis, os primeiros super-heróis do meu filhinho”, finalizou a mãe Graciela.

Informações: Ney Bueno – Agência AL

Fotos: Vicente Schmitt / Agência AL